Solenidade da Santíssima Trindade

Domingo, 27 de maio.

A Igreja celebrou a Solenidade da Santíssima Trindade, o mistério central da fé e da vida cristã. Deus se revelou como Pai, Filho e Espírito Santo. Foi Nosso Senhor Jesus Cristo quem nos revelou esse mistério. Ele falou do Pai, do Espírito Santo e de Si mesmo como Deus. Logo, não é uma verdade inventada pela Igreja, mas revelada por Jesus, porque o Mistério de Deus não nos cabe compreender, mas é a verdade revelada.

Todos aqueles que se deixam conduzir pelo Espírito de Deus são filhos de Deus. E, se somos filhos, somos também herdeiros, herdeiros de Deus e coerdeiros de Cristo; se realmente sofremos com ele, é para sermos também glorificados com ele.

O Evangelho do apóstolo São Mateus foi proclamado pelo Pe. Antônio Cesar, quem também presidiu a Missa. O apóstolo narra a aproximação de Jesus aos discípulos dizendo:  “Ide e fazei discípulos meus todos os povos, batizando-os em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo, e ensinando-os a observar tudo o que vos ordenei! Eis que eu estarei convosco todos os dias, até ao fim do mundo”.

Na homilia, Pe. Antônio Cesar enfatizou a importância da Santíssima Trindade, o mistério central da fé e da vida cristã.  Santo Agostinho, doutor da Igreja,  tentava entender como 1+1+1=1, sendo este o mistério da Santíssima Trindade. Num certo dia Santo Agostinho observava um menino tentando cavar um buraco na praia e enchê-lo com a água do mar;  e o questionou. O menino respondeu que seria muito mais fácil encher aquele buraco com toda a água do mar do que entender o mistério da Santíssima Trindade.

Pe. Antônio Cesar também ressaltou a importância do sacrifício entre os casais, no que diz respeito ao perdão, humildade e aceitação: “A Quem devemos mudar? A Nós mesmos!”; ilustrando bem o exemplo da caixinha que guardava um espelho; dizia-se que, ao abri-la,  dentro dela encontrava-se a solução para todos os problemas conjugais.

No final da Missa tivemos a Coroação de Nossa Senhora com as crianças da catequese.

Solenidade de Pentecostes

Domingo, 20 de maio.

A festa da Igreja cristã em memória da descida do Espírito Santo sobre os apóstolos, 50 dias depois da Páscoa.

Quando chegou o dia de Pentecostes, os discípulos estavam todos reunidos no mesmo lugar. De repente, veio do céu um barulho como se fosse uma forte ventania, que encheu a casa onde eles se encontravam.

Quando ouviram o barulho, juntou-se a multidão, e todos ficaram confusos, pois cada um ouvia os discípulos falar em sua própria língua.

Cheios de espanto e admiração, diziam: “Esses homens que estão falando não são todos galileus? Como é que nós os escutamos na nossa própria língua?

Ninguém pode dizer: Jesus é o Senhor, a não ser no Espírito Santo.
De fato, todos nós, judeus ou gregos, escravos ou livres, fomos batizados num único Espírito.

O Evangelho do apóstolo São João foi proclamado pelo Pároco Pe. Manoel Corrêa Viana Neto, quem também presidiu a Missa. O apóstolo narra a entrada de Jesus às portas do lugar onde os discípulos se encontravam e, pondo-se no meio deles, disse: “A paz esteja convosco! ” Então os discípulos se alegraram por verem o Senhor.

E continuou a Dizer: “A paz esteja convosco. Como o Pai me enviou, também eu vos envio. A quem perdoardes os pecados, eles lhes serão perdoados”

Na homilia Pe. Manoel ressaltou a importância da alegria na vida dos Cristãos, assim como a importância do Perdão, e deixou uma tarefa desafiadora: dizer a pelo menos três irmão que Jesus os Amam.

Missa em Homenagem às Mães

Domingo, 13 de maio.

Neste dia estivemos em comemoração ao dia das mães, que coincidiu com a Comemoração de Nossa Senhora de Fátima. A Missa foi presidida pelo Pároco Pe. Manoel Corrêa Viana Neto quem frisou a importância das mães nas nossas vidas e um pouco da história de Nossa Senhora de Fátima.

O evangelho ressaltou o pedido de Jesus aos seus discípulos: “Ide pelo mundo inteiro e anunciai o Evangelho a toda criatura! Os sinais que acompanharão aqueles que crerem serão estes: expulsarão demônios em meu nome, falarão novas línguas; se pegarem em serpentes ou beberem algum veneno mortal, não lhes fará mal algum; quando impuserem as mãos sobre os doentes, eles ficarão curados”.

Nossa Senhora de Fátima: A aparição teve origem em Portugal na cidade de Fátima no dia 13 de maio de 1917, onde três crianças, Lucia de Jesus Santos, com 10 anos e  seus primos Francisco Martos de 9 anos e Jacinta Martos de 7 anos, tiveram a visão de Nossa Senhora.

Antes da Missa houve oficina de artesanato organizado pela catequese, onde as mães ensinaram seus filhos a fazerem o terço.

No final da Missa, as crianças da catequese leram um lindo Poema em homenagem às Mães:

MÃE
Você que me deu o bem mais precioso, a vida.
Me esperou com tanto carinho.
Me ensinou os primeiros passos. As primeiras palavras.

As lembranças mais antigas que tenho em você, é a sua mão segurando a minha para me dar proteção. Sua voz doce, cantando cantigas de ninar, me fazendo dormir e sonhar. Um sonho sereno, tranquilo, sabendo que você estaria ali a me proteger.

Você que lutou, sorriu, chorou. Mas não deixou a amargura tomar conta de seu coração. Você que me ensinou a ser humano, mas continuar com meus sonhos de criança. A ser forte, sem ser amargo. Abrir meus caminhos, tomando sempre cuidado com as plantinhas ao redor.

Com você aprendi a ser gente que respeita gente. Aprendi a ter fé, aprendi a aceitar os defeitos das pessoas. Aprendi que Amor tem que ser incondicional.

Minhas melhores lembranças, são as que você cria todos os dias. No amor que sinto em tudo o que você faz. No brilho do seu olhar.

Mãe, que Deus a proteja sempre, te ilumine, te de forças para continuar sua batalha. E que eu possa sempre sentir e ter esse Amor em todos os momentos da minha vida.

Missa das crianças 05/2018

Domingo, 06 de maio.

Tivemos a ilustre visita do Padre Darci Bortollini, Pároco da  Paróquia Nossa Senhora de Fátima  – Ferreira, que presidiu a Missa voltada às crianças no Salão Nobre do Clube, substituindo Pe. Manoel que estava em viagem. Ressaltou que prefere o barulhos das crianças do que o silêncio e omissão dos adultos.

A primeira leitura foi proclamada às crianças pela catequista Raquel que interagiu com os fantoches Cidinha e Paulinho.

AVISOS PAROQUIAIS:

1- NÚCLEO ESPERANÇA NAS LÁGRIMAS
A Communio está inaugurando um novo projeto chamado Núcleo Esperança nas Lágrimas, onde presta atendimento psicológico especializado na área de perdas por falecimento do filhos gratuitamente. No final da missa será entregue um panfleto sobre o Núcleo, que explica como funciona e como solicitar o atendimento.

2 – VOLUNTÁRIOS PARA A REDE COMMUNIO
A Rede Communio está com vaga aberta para novos voluntários e especialmente nas áreas da saúde. Se você tem interesse em participar do projeto, entrem em contato para saber mais.

3 – TAPETE PARA CORPUS CHRISTI
Já estamos arrecadando roupas e calçados para o nosso tapete de Corpus Christi que depois serão destinadas ao Bazar da nossa Cáritas. As doações podem ser levadas na secretaria da Paróquia.

4 – CATEQUESES DE APROFUNDAMENTO NA FÉ
Neste mês, a necessidade da Cáritas é Leite em pó ou em caixinha. As doações podem ser levadas na própria Cáritas, na secretaria da paróquia ou nas missas,

5 – ENCONTRO DE CASAIS COM JESUS O BOM PASTOR
Com muita alegria anunciamos o Encontro de Casais com Jesus o Bom Pastor, nos dias 23 e 24 de Junho para casais em segunda união (no qual ele, ela ou os dois tiveram um casamento anterior na igreja e que hoje vivem uma segunda união. Os interessados podem ligar para o Paulo e Rita, responsáveis pelas inscrições e demais informações. Quem tiver filhos pequenos poderão trazê-los pois teremos uma equipe para cuidar das crianças.

Contato do Casal para inscrições:
Paulo & Rita, fone : 95314-1213