3º Domingo do Advento – 2021


Domingo, 12 de dezembro.

“Não temas, Sião, não te deixes levar pelo desânimo! O Senhor, teu Deus, está no meio de ti!”

“Não vos inquieteis com coisa alguma, mas apresentai as vossas necessidades a Deus, em orações e súplicas, acompanhadas de ação de graças.”

No evangelho de hoje lemos sobre São João Batista, Padre Manoel em sua homilia ressaltou que em nenhum momento do evangelho São João Batista fala de religião, como por exemplo: “credes em Deus! rezem mais! sejam fiéis à Torá! etc”; enquanto a multidão perguntava a ele o que deveriam fazer. E São João Batista diz a eles para pegarem o que tinham de sobra para doar aos pobres.

Os soldados e cobradores de impostos que eram odiados pelos judeus também perguntaram a São João Batista o que
deveriam fazer e São João Batista não os discriminou, além de os acolher, disse para serem apenas honestos em seus trabalhos, como por exemplo, não cobrar impostos a mais que o necessário ou reprimir os judeus, e ficarem satisfeitos com os salários deles.

Essas pessoas na verdade estavam perguntando para São João Batista se na verdade elas tinham jeito. As vezes na vida vida espiritual, a gente experimenta o pecado e a gente faz aquela pergunta: “Será que Deus me ama, será que eu vou conseguir o perdão de Deus? será que eu vou para o céu?” O demônio não é feio como nas figuras da idade média, o demônio era um anjo de luz, que para te seduzir ele se apresenta como o mais belo.

Lúcifer significa o portador da luz, mas não a luz de Deus, primeiro ele te seduz fazendo-o pensar que você está carente e necessitado porque ninguém te ama, e você cai. Quando você cede à tentação do demônio, ele vem te apontando com o dedo dizendo: “Onde está teu deus, por que ele te deixou cair?” ou por exemplo: “Você não se dizia cristão, honesto e verdadeiro?” e por final ele pisa em você até você entrar em desespero se culpando pelo mau que cometeu.

Deus nunca fará isso conosco, Ele sempre nos resgata do pecado, como disse Maria no Magnificat: “Depôs os poderosos e exaltou os humildes”; tirou do lixo o indigente (como se tivesse nos tirado do rio Pinheiros), e nos coloca no trono. Diante dos teus inimigos Ele prepara o banquete. Por isso hoje o Senhor nos convida a nos alegrarmos.


Essas três categorias de povos: a multidão, os soldados e os cobradores de impostos, se perguntavam: “Será que também somos herdeiros desta promessa?” E São João Batista vai dizer: “Claro, vocês também são herdeiros desta promessa!” Não importa a situação que você esteja vivenciando, porque Deus vos ama desta forma. E Deus quer tirar você desta realidade. Por isso hoje esta alegria está numa promessa que vai se cumprir no Natal, onde um Deus nos amou tanto a ponto de assumir nossa humanidade, se esvaziando para assumir nossos pecados.

Deus sendo o criador do universo se esvaziou, se fez homem, para se solidarizar e estar próximo de nós. Se nós entendêssemos isso, nossa tristeza se converteria em alegria, em esperança, em ânimo. Para isso comecemos com pequenos gestos, como aconselhou São João Batista, fazendo a caridade com alegria. Quando o mundo não acredita em você, Deus acredita em você. O mundo pode até fazer você chorar, mas Deus te quer sorrindo.

AVISOS

Próxima terça-feira, dia 14 às 19h00, haverá no salão paroquial de Santa Suzana, Celebração Penitencial (Confissão Comunitária), com vários padres disponíveis para atender confissão. Rua David Ben Gurion, 777.

Próximo domingo, 4º domingo do advento, será nossa última Missa, neste ano, no salão de Festas do São Paulo Futebol Clube e retornaremos no dia 25 de janeiro comemorando ao aniversário da cidade de São Paulo. As festas natalinas serão celebradas na paróquia de Santa Suzana às 18h no dia 24/12.

Dia 02/01/22 no salão paroquial de Santa Suzana às 18h será celebrada a Missa de Reis com encenação dos Reis Magos, tragam as crianças também, porque haverá uma catequese muito bonita e depois uma surpresa para as crianças.