Solenidade de Santa Suzana

Domingo, 26 de Agosto.

“Quanto a mim e minha Família, nós serviremos ao Senhor!”

Na primeira leitura: Josué convoca os anciãos do povo, sacerdotes e magistrados, para lhes apresentar duas opções: Seguir aos deuses pagãos ou ao Deus Verdadeiro. Escolheis hoje a quem ireis servir? pois qualquer escolha que fizermos, algo terá de ser renunciado.

“Nós somos aquilo que nós escolhemos”, e Santo Agostinho reforçou: “Nós somos aquilo que amamos!”

Santa Suzana renunciou ao deus Júpiter – o deus pagão, para servir somente ao Deus verdadeiro, e esta escolha lhe custou a vida ao negar-se casa com Maxêncio Galério por ordem do Imperador Romano Diocleciano, uma vez que este casamento a tornaria futura imperatriz. Com isso Santa Suzana se tornou Mártir e Santa por realizar diversos milagres após sua morte.

Fotos da procissão partindo da Capela Imaculada Conceição ao Salão do Complexo Paroquial de Santa Suzana:

Fotos da Missa Solene:

Após a Missa houve a comemoração do aniversário natalício de Padre Antonio César:

Fotos da quermesse realizada um dia antes da Festa de Santa Suzana, na quadra esportiva do Complexo Paroquial de Santa Suzana:

VÍDEOS: https://www.youtube.com/channel/comunidadesaopauloapostolo

HINO À SANTA SUZANA


1.Lírio puro, teu nome, Suzana, Açucena, assim se traduz.
Frágil, forte, com força humana, no martírio seguiste a Jesus.

Este povo fiel te venera e invocando levanta a voz;
Te pedimos, visita esta terra, junto a Deus intercede por nós!

2. O poder que este mundo reveste inebria, fascina, seduz.
Tu, porém, bem maior escolheste: viver sempre, somente em Jesus.

3. Bens, riquezas e todo esplendor, fama, jóias, o mais fino ouro. Recusaste por não ter valor, pois Jesus foi teu grande tesouro.

4. Para os jovens és força e virtude, pois tão jovem venceste, afinal. Alcançar, mesmo na juventude, a vitória do bem sobre o mal.

5. Aos adultos ensinas que a vida não se mede por sua extensão.
É o fruto maduro a medida que dá à vida sabor, duração.

6. Aos idosos tu és confiança de sem véus poder contemplar
Tudo aquilo que foi esperança nesta terra, em seu caminhar!

HINO PARA UMA VIRGEM E MÁRTIR


Ó mais suave dos hinos, entoe o povo de Deus.
Pois eis que hoje uma virgem, subiu à glória dos céus.
No exílio ainda na terra, já se entregava ao louvor;
virgem Suzana juntou-se aos Santos, nos mesmos hinos de amor.
A frágil carne domando, rosa entre espinhos floriu;
calcando as pombas do mundo, do Cristo os passos seguiu.
As suas preces ouvindo, Jesus nos dê sua mão,
sempre a guiar nossos passos para a celeste mansão.
Ao Pai e ao Santo Espírito, nós te adoramos Jesus:
Caminho estreito e seguro que a vida eterna conduz.
Santa Virgem Suzana em um grande temor,
morreu para o seu Deus por um gesto de Amor”
Bis